CARTA DE PRINCÍPIOS

Os Grupos Pela Vidda – Pela Valorização, Integração e Dignidade do Doente de Aids – são organizações não governamentais, instituições privadas, de fins públicos, sem fins lucrativos, que realizam ações baseadas no trabalho voluntário, fundamentadas na solidariedade. Somos formados por pessoas vivendo com Aids, independente da condição sorológica, sexo, orientação político-partidária, sexual ou religiosa. Garantimos participação de todas as pessoas em torno de um esforço coletivo que busca mostrar que a luta contra a epidemia é um compromisso de toda a humanidade. Acreditamos na importância de nossa participação nas lutas gerais de todo o povo brasileiro por uma política pública que garanta o exercício pleno da cidadania.

Também é nosso princípio a luta constante contra toda e qualquer discriminação e/ou preconceito contra as pessoas com Aids, seus familiares, amigos e companheiros. Buscamos criar, sempre que possível, formas de orientação e assessoria que garanta os direitos das pessoas com HIV e Aids. Combatemos firmemente a clandestinidade, embora preservemos a identidade destas pessoas, pois acreditamos que cada um tem seu tempo próprio para refletir sobre sua condição diante de si e da sociedade. Somos incondicionais em garantir voz política às pessoas vivendo com Aids. Para isso buscamos criar atividades que possibilitem a convivência entre todos. Sabemos que cada vez mais a Aids tem tratamento e certamente será vencida pela humanidade.

É nosso princípio a luta pela garantia do acesso à informatização, a todos os medicamentos, exames, diagnósticos, assistência médico-hospitalar e pesquisas, em condições democráticas e independentes da condição financeira da pessoa vivendo com HIV e Aids. Todos temos o direito inalienável à vida. Exigimos uma existência digna antes da morte como qualquer ser humano deste planeta. Não queremos um mundo dividido entre doentes e sãos. Queremos o mundo integrado, pois o convívio com as diferenças pressupõe a valorização das especificidades de cada um.

Nosso princípio e objetivo mínimo é fazer todos entoarem conosco a palavra de convocação: VIVA A VIDA!!!