CONVIVENDO E APRENDENDO

Compreendendo a importância do SUAS (Sistema Único de Assistência Social) como suporte ao atendimento às pessoas vivendo com HIV e aids, uma vez que a maioria delas tem condição sócio-econômica precária, há alguns anos o Grupo Pela Vidda-Niterói vem tentando compartilhar as suas ações de cidadania com os organismos públicos de Assistência Social. Nesse sentido, buscou o seu reconhecimento como entidade beneficente de assistência social, conseguido no ano de 2007. O público desta ação já se beneficia das atividades do Pela Vidda Niterói. O que ora se busca é a viabilidade da prestação continuada de um serviço de assistência social voltado às pessoas vivendo com HIV e aids, com foco nas crianças e adolescentes. Vale salientar que se trata de um público com peculiaridades complexas, em razão do preconceito à doença e do impacto psicossocial que ela causa. Desse modo, os conceitos adotados para implementação deste projeto nascem no princípio constitucional da dignidade da pessoa humana, trabalhada em metodologia participativa, tanto por meio de reuniões temáticas quanto através de oficinas de informação. Assim sendo, as técnicas utilizadas no desenvolvimento do projeto constituir-se-ão em reuniões, oficinas de informação, atividades recreativas, passeios culturais e eventos nas comunidades protagonizadas pelos adolescentes beneficiados pelo projeto. A forma de atração e integração dos beneficiários da ação já está constituída, uma vez que o público a ser atendido já é partícipe nas atividades no Grupo. Os locais de abordagem são as salas de espera de unidades que atendem em HIV e aids em Niterói ou recepção de pessoas encaminhadas por profissionais que atendem nos postos de saúde. As atividades são itinerantes, ora na sede do Grupo, ora em salas da enfermaria de Sida do Hospital Municipal Carlos Tortelly (Adulto e pediatria). O projeto tem natureza sócio-inclusiva e é coordenado por um Assistente Social auxiliado por um psicólogo. As atividades internas e externas serão executadas por dois instrutores. O projeto é apoiado por uma equipe multidisciplinar com larga experiência no atendimento às pessoas vivendo com HIV e aids. O objetivo é garantir o direito à convivência familiar e comunitária a crianças e adolescentes membros das famílias vivendo com HIV e Aids atendidas pela instituição. Interagir com as famílias e as comunidades a que pertencem, visando o incentivo à convivência familiar e comunitária. Incentivar a criatividade entre crianças e adolescentes através do conhecimento da história e da arte é uma das iniciativas do projeto, que se relaciona com as políticas públicas de Convivência Familiar e Comunitária, um dos eixos da última Conferencia Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente. O Pela Vidda Niterói faz parte da gestão do Grupo Tarefa que está implantando o Plano Estadual de Convivência Familiar e Comunitária no Estado do Rio de Janeiro. O projeto teve o apoio da Secretaria Municipal de Assistência Social de Niterói. Esse projeto atualmente está sem financiamento.